sábado, 23 de julho de 2011

Antologias

Como eu não consegui fotos do evento de entrega dos exemplares aos premiados nas edições 2009 e 2010 do Concurso Municipal de Contos, Crônicas e Poesias de Ponta Grossa que aconteceu há um ou dois meses atrás, mas estava decidido a criar um post com imagens relacionado ao evento (posts com imagens aparentemente atraem mais visitantes, talvez por facilitar o entendimento de quem não tem muita familiaridade com a leitura, como crianças de menos de seis anos...) decidi postar os scans dos livros com alguns comentários a respeito. 


Mas uma vez que ia postar as edições 2009 e 2010, decidi dar uma fuçada por aqui a procura de outros exemplares em que tivesse sido publicado algum de meus textos e encontrei mais duas antologias do ano de 2007, sendo a primeira a brochura Poemas de Ponta, que é resultado de uma parceria da UEPG (Universidade Estadual de Ponta Grossa, também conhecida por Universidade Estadual do Paulo Gonçalves) com a prefeitura para divulgar artistas locais, e a segunda a edição do respectivo ano do mesmo concurso donde posteriormente saíram as edições que me motivaram a criar esse post. 


Assim sendo, tendo-lhes introduzido o conversê, às figurinhas: 







Essa é a capa do Poesia de Ponta que conta com uma minha participação. Ao que me consta, existiram edições anteriores do projeto, das quais eu não tenho nenhuma cópia.




Essa é a página onde saiu o meu texto, que como todos podem perceber, não saiu com o meu nome, e sim com o e-mail de contato que eu enviei. Isso porquê eu estava em Arapoti na época, e acessava a internet lá de vez em quando em uma lan house, e o e-mail da prefeitura avisando da minha participação foi pro lixo como spam sem eu nem notar. Quando compararem com as postagens nos blogs, percebam também como eles "corrigiram" meu texto, tirando da penúltima estrofe a crase que dá todo o tchans estiloso à trama, dizendo sem falar nada coisas que só quem entende pode enxergar.  


Quer ver uma coisa que cresce na mão? Clique na imagem! Quer ver a postagem original desse texto no Nosso Garfo de Cada Dia (blog coletivo nascido de uma iniciativa da Thaty Marcondes, ativista da cultura no município, onde eu comecei a publicar meus textos) clique aqui. Quer ver a postagem desse mesmo texto no Seuvício? Clique aqui. O legal desses links pra postagens antigas é acompanhar a reação dos visitantes através dos comentários. Recomendo.





Essa é a capa da primeira edição do concurso municipal em que saiu um texto meu. Essa edição teve o evento de entrega mais luxuoso, no recém-reformado Cine-Teatro Ópera (obra que a mídia conservadora local chamava de desperdício, pois pra eles só o que importa é abrir novos loteamentos, né?), e eu caipiramente não beijei a hostess, ao contrário de todos os outros premiados. 




Aqui o texto que entrou pra essa antologia de 2007, nas páginas finais do livro, porque entrou através da Poesia no Ônibus, que é uma premiação paralela e mais popular, e para a qual alguns autores da região torcem o nariz, já que a premiação não é em dinheiro, e sim em livros e veiculação nos coletivos. Depois reclamam quando não conseguem atingir o público...


Eu, particularmente, creio que cada modalidade tem suas vantagens. Claro, é bom receber os dois ou três ou sei lá quantos mil reais que andam pagando nesses concursos ultimamente, mas esse lado da interação com os leitores, de gente que você nem imaginava que sabia ler, vir do nada te contar o quanto gostou ou odiou ou achou seu texto singelo ou nojento é muito divertido. 


Sobre essas reações, tenha uma pálida idéia acompanhando os comments aqui (no fim da página tem o post duplicado) e aqui


Em 2008 eu não lembro se não teve concurso, ou se eu não fui selecionado, ou se não tinha dinheiro pro correio... Mas de qualquer forma, entrei pelo Poesia no Ônibus de novo em 2009. 


Aqui o texto do poema que se oculta por trás da ocultice da poesia... Nessa edição a premiação foi lá na VCG (empresa de ônibus da cidade que detém um monopólio perfeitamente legal mas totalmente imoral - o que é um paradoxo em se tratando de contratos públicos que devem ser regidos pelo princípio constitucional da moralidade, não é mesmo? - que vêm tentando através de campanhas de marketing, e do apoio a projetos populares como o poesia no ôbus, limpar o filme queimado junto à população da cidade) e eu pedi pra o povo ir fedido e mulambento aparecer na televisão, mas ninguém pôde porque era de tarde... 


Mas não tem problema, várias outras pessoas bonitas e elegantes compareceram, e juntos comemos empadinhas e pão com  patê até o cu fazer bico.

Postagem no Nosso Garfo (pra você ver como o mundo é injusto, no comments nessa premiadíssima composição) e postagem aqui mesmo (altos comments de altas gentes reais e imaginárias!).




Capa da antologia de 2010. Que coloridão bonito, né? Dessa vez não entrei pelo ônibus, ganhei menção honrosa. Pior jogo, não recebo nem divulgação no busão, nem a grana dos preibói, só os livros e coisa e tal. Mas fazer o que né? Diz-se que um camponês inculto como eu não deve esperar muito da vida sob pena de decepcionar-se amargamente...




Dessa vez foi um conto. Segundo o edital, o concurso era pra micro ou mini-contos, mas conhecedor dos pendores dos juízes locais, eu mandei esse contão prolixo aí do lado. É que eu sigo ao pé da letra os conselhos do Tchecov e corto todo elemento dispensável à narrativa. E, em tempos de pós-estruturalismo, acabo com contos de uma linha (ou menos).


Eu poderia jurar que tinha postado esse mesmo contão no Nosso Garfo, mas procurei de todo jeito e não achei. Assim sendo vai um link só mesmo.




Esse ano eu não tinha dinheiro, então não me inscrevi em nada. Eu não sei dizer se os concursos literários de Ponta Grossa têm uma categoria nacional, mas parece que eventualmente sim. Tinha um edital aberto até esses dias, quem se interessar pode procurar no site da prefeitura de Ponta Grossa, ou na comunidade Concursos Literários no orgute, que sempre tem anúncios desse tipo de parada doida.

38 comentários:

RZorpa e Sofia disse...

A ideia de publicares imagens alternativas foi muito boa e deixou a publicação mais rica.

Nosso abraço

Carlos Cruz disse...

perdeste a chance de mudar a cor do saldo no extrato bancário. a edição de 2011 do concurso de ponta grossa pagou 4 mil mangos ao primeiro colocado. participando de alguns concursos literários e não ganhando nem a famigerada menção honrosa, descobri que palavrões não são bem vistos pelos membros das bancas. por isso, sempre mando textos que os contenham. ao menos tenho uma desculpa para justificar a derrota. hehehe.

AssiZ de Andrade disse...

Belas Porcarias!

Abração!

http://redutonegativo.blogspot.com
http://cafeeagua.blogspot.com

Lucas Adonai disse...

fotos ;D



www.levelgamed.com

João Bosco Guimaraes Mafra disse...

Amigo,
Parabéns, não se deixe levar por comentários enganosos, porque você esta no caminho certo.
Na próxima, vai dar na cabeça.

João Bosco

Amandita disse...

Que bom que se preocupa com as crianças, como eu, que acessam seu blog. Agradecida, viu?

Bem, não vou jogar confetes, que você já está ficando muito convecido.

Parabéns pelas publicações (ainda que revisadas contra sua vontade). Quem sabe um dia eu chegue lá, com minhas garatujas toscas.

Larissa disse...

sim, ler os comentários sempre é uma parte muito divertida do seu blog. E só naquele outro blog para alguém achar uma poesia sua "bonitinha". O desenho do segundo livro parece um papel higiênico.

Como é que tira sua crase?! Geralmente quando erram as pessoas é por esquecer de por a crase e não por colocarem... além do mais se tava gramaticalmente correta, pq eles acharam q seria um erro? Acho mesmo que deve ter sido erro de digitação de quem fez o livro. Esqueceram da crase.

Lucas Adonai disse...

mui bão ;d

Lucas Yamashita disse...

Pena que vc não se inscreveu,mas espero que ano que vem vc ganhe e parabens pelas poesias publicadas

http://euaparatodosetodas.blogspot.com/

Garcez disse...

ah... nossa... que emocionante...

Ms. Molly Bloom disse...

Gostei da publicaçao, Paulo.
Rica em detalhes, parabéns pela compilaçao de infos.

Jádison Coelho disse...

Bem. Visto que ao decorrer dos seus inscritos, você foi de fato melhorando muito. Está valendo.

Se gosta dos concursos, continue na disputa. Só acho que o concurso deveria ser fiel às obras. Ser mais dinâmico e modernista, poesia pela clássica retÓrica não dá leitor ousado. Não aguento mais poemas com a linguagem pacata, enferrujada, aos molds parnasianos. Talvez não quisesse eu participar desse concurso. Acho que todos os concorrentes deveriam ser respeitados e não ter as suas artes manejadas, ou melhor, violadas.

Escreve muito bem. Só uma dica: Ouse mais! O artista não se preocupa muito com a recepção, pois sabe que a obra é aberta, além de amar a concepção da arte.

Continue, está indo longe!

Abraços.

Arte Grotesca disse...

Gostei da capa da poesia de ponta!!

bom domingo!

http://artegrotesca.blogspot.com

Alex Monteiro disse...

Ah, eu gostei de tds as capas ^^
Parabéns'
http://cantinhocomtudo.blogspot.com/

Lucas Adonai disse...

Boas capas !

Jamile Fernanda disse...

A criança aqui ficou feliz em ver capas.
Obrigada por pensar em mim!
No mais parabéns adorei o poema Noite, velha conhecida...
Principalmente a estrofe que diz:
..."me levará para a cama,
e me exergando tão feio,
há de mentir que me ama"...
Parabéns!

paradigmas universal disse...

Gostei das imagens e me esqueci de ler o conteúdo...

Jeh Pagliai disse...

Olá :)

Bem interessante pra quem gosta desse assunto, hehehe

Beijinhos

Lucas Adonai disse...

Muito bm ;d

France Câmara disse...

parabéns, muito bom mesmo!


beijos
http://apaixonadasporcosmeticos.blogspot.com

Arte Urbana disse...

parabéns pelas publicações e pelo blog

' iuly doth disse...

show antologia !
seguindo segue !
http://iulydoth-fisicateu.blogspot.com/

Letitia Morgan disse...

Eu gosto de imagens. Acho que o artigo ficou muito bom. Gostei demais do poema "Como eu amo você". A prosa leio amanhã! :)

Tsu disse...

Bom, é fato que o ápice do filme seria apenas um, pequeno deslize meu rs. Mas mantive assim partindo da idéia de quee eu posso achar o ápice de um filme a cena X, outra pessoa pode achar o ápice a cena Y, um terceiro pode achar o ápice de um filme a cena W e por aí vai..assim para não eleger um único ápice tendo em vista a opinião de cada um, optei por deixar "vários ápices' pois assim a pessoa escolhe qual quiser =)
Sou meio nosense e confuso mas deixa pra lá rs.

Sobre as publicações, sempre acho interessante as compilações de artigos, prosas e contos. A ideia é continuar, as capas ficaram legais.

lais dorea disse...

parabéns pela publicação
seguindo

http://laydorea15.blogspot.com/

Ipad 2 disse...

http://tudodetudopremium.blogspot.com/

Victor Lourenço disse...

Muito bacana seu blog. Parabéns pela iniciativa.

Aline Diedrich disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Aline Diedrich disse...

Legal!!! Legal mesmo! Parabéns por participar das antologias e também pelo dia do escritor!

Nubia Santos disse...

Muito legal o seu trabalho , parabens ;)
Bjs

Valdeir Almeida disse...

Paulo,

É muito bom conhecer um pouco do seu trabalho, nós que moramos tão distante" da "fonte". Parabéns.

Abraços e ótima semana.

Drikasanttos disse...

Demorei um tempinho para ler, mais li tudo...gostei do texto e vou procurar saber mais sobre isso é interessante...Parabéns pela postagem.

Bella Fowl disse...

Eu gostei dos poemas que foram publicados nas antologias. Só consegui entrar em uma até agora, mas valeu :D. http://bella-fowl.blogspot.com/

Cícero Barbosa disse...

ah,vc é de ponta grossa. por isso tem esse humor diferente. já deve ter escutado várias piadinhas e ter sofrido bullying.

bacana o trampo paulão!

Sandro Mangueirense disse...

Realmente os textos publicados são de qualidade, mostrando que você tem talento (aliás, esse estilo seu só pode ser fruto de alguém talentoso, nenhum troglodita de verdade conseguiria ser tão troglodita)

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

http://estacaoprimeiradosamba.blogspot.com/

Marília Ribas disse...

Tem uma certa coerência cruel em ver essas poesias na janela do ônibus, assim, com a rua passando, as pessoas e o mundo ficando pra trás...
E eu adoro o Poema Oculto.

vih disse...

Poxa, legal ver que acontece esse tipo de incentivo a cultura, e parabens por ter sido selecionado praticamente em todas as edições, gostei dos contos publicados, principalmente o de 2007, muito bem escrito. =]

LCS disse...

Legal o incentivo cultural no texto.