sábado, 16 de julho de 2011

Paraísos pós-modernos

Num tempo

em que as laranjas são mecânicas
e os amores
conceitos pré-fabricados a pedido do freguês

o paraíso neo-dândi
são buquês artificiais,

nos quais cheirar
hoje
as emoções de amanhã.

Paulo Eduardo de Freitas Maciel de Souza y Gonçalves

54 comentários:

Larissa disse...

o cenário é bem esse, mas ainda não perdi minhas esperanças!

Garcez disse...

Larissa:

A esperança só deve ser perdida com a morte... enquanto voce esta viva... acreditar nao custa nada

Anônimo disse...

paulinho....vai faze alguma coisa que dê leite! (tipow uma vaca)....vai trabalhar $$$$.......

essas piadinhas que vc anda fazendo não vão te enrriquecer!

PAULO TRABALHA FILHO!

J.R. disse...

Felizmente, ou infelizmente, essa é a vida!!! Adorei o texto!!! :)

Muniz - I'm like fireworks disse...

-È essa é a vida....

Atenciosamente;
http://maaxmuniz.blogspot.com/

Letitia Morgan disse...

As laranjas são mecânicas em qualquer ambiente. Mas (como a Larissa) insisto em não perder a esperança!...

banquete dos Mendigos disse...

gostei das referências estilo beatnik. poesia é referencia, na dose certa.

Rafael disse...

nunca perdo as esperanças e nunca devo perder !!!!!

Ozzy Villa disse...

Putz, bem legal cara...
Sobre esperança temos que ir à luta e encontrar algom bom nas coisas.. não é fácil...


http://livrementepresos.blogspot.com/

blogdopr disse...

gostei desse seu post,bem formulado cara parabéns cara e aproveita passa no meu e deixa um comentario.http://blogdopr-blogdopr.blogspot.com/

Mariéli G disse...

gostei do post

Jefferson Reis disse...

Então o jeito é
mandar geral tomar no **

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

No cu? Vc tá mandando o povo tomar no cu? Q besteirento!

André Narciso disse...

O amor hoje em dia é isso,amor moderno,você resume isso exatamente na sua frase.Legal o blog!

Anônimo disse...

Tudo é tudo e nada é nada....rs
Side

palavras ao vento disse...

isso e o que todos procuramos...

Fernando disse...

Cada um por si e com seus conceitos.

LoLo Melamed disse...

Gosto de mixirica! =)

Anônimo disse...

grande lixo enrustido

Sergio Trentini disse...

loucura total hein? legal o blog

Mariana disse...

Não tenho gabarito para dar aulas de matemática. Mas talvez matemática dê crônica, tudo pode ser. ;)

musicpris disse...

belo texto.. ou fumar né preferivel kkkkkkkkkkkk

Lucas D.F. disse...

muiiito massa o texto

Anônimo disse...

bahhhhh esse post é muiiiiiiiiiiiiiiiito inteligente a citação do filme do Kubrick misturado a varias divagações mostram que viver em Ponta Grossa é tudo!!!!!

Hatsune Hanney # disse...

Realmente, hoje a vida já sai pronta, basta escolher qual você deseja. Devemos ser indivíduos, e não coisas manipuladas pela mídia. Boa reflexão :D
beijocas.

tammy diktiva disse...

Ainda acredito que as coisas podem acontecer como antigamente apesar da superficialidade inundar a cada dia mais e mais esse nosso mundo e nossas mentes.

Fernanda disse...

Adorei muitão. Os buquês artificiais do neodandismo têm perfume de parafernália eletrônica ou é impressão minha? Ah, gosto bem gostado é dos naturais, principalmente com rosa e flor-de-noiva. :-) Beijos e sucesso sempre!

danielacristofoli disse...

real, porém não perco minha esperança e bola pra frent ee já era!
ótimo texto!!
parabéns!
bjs
http://etcmodaetal.blogspot.com/

Quarto Indigno disse...

Puts,gostei muito do blog. Pena que você é fútil o bastante pra estar chingando as pessoas e dando opiniões infantis sobre coisas que você não conhece. Eu gostaria de pedir a você que ingerisse determinado liquido que tange em suas mão a colocá-lo na região inferior lombar da região glútea do seu corpo.

Lídia Rocha disse...

Pena que meu sutil comentário foi publicado com meu blog antigo, sou do http://algoalamode.wordpress.com, volte sempre!

Cícero Barbosa disse...

legal, me entediei.

karina de lima disse...

uma bela reflexão dos dias atuais .

http://www.blogescolhas.co.cc

Art by Lu disse...

Pois é... O problema da humanidade são os humanos, rs.
Blog bacana, parabéns.

Lucas D.F. disse...

meu vicio novo mesmo viu
muito bom

Mosaicos de uma vida disse...

Nossa como vc e seu blog é enigmático.E quem ousa desvendar? rsrsrs Parabéns!

Camila Locatelli disse...

Caraca, gostei demais de seus textos são totalmente extasiantes... ameei

http://falandosobrealgo.blogspot.com/

paradigmas universal disse...

Seu vício constante... apenas vício

Mônica Costa disse...

Como sempre, seus poemas são muito bem bolados e bem escritos, pois possuem uma carga semantica muito interessantes.

Parabéns!

Dona Ana disse...

Puta que pariu cara... eu odeio essa sua foto com essa toca e esse cigarro, e também odeio a maioria dos seus comentários no meu blog, os quais tenho que ter o trabalho de deletar.

Mas agora sobre o seu texto, puta que pariu de novo... vc manda muito bem com as palavras, adoro a maioria das coisas que vc escreve.

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Não é um cigarro, é ranho.

Sandro Mangueirense disse...

Olha, no meio de tanta maluquice que eu já li por aqui, esse texto é bom para caraleo (pode xingar aqui né!?)...

Muito bom o que vc escreveu nesse post, um desabafo, um tapa na cara da hipocrisia dos falsos sentimentos de hoje em dia!

Vanessa disse...

tive que ler e reler para compreender que esses versos é uma critica a vida cheia de coisas que não vale a pena presenciar .

ostons2.0 disse...

Ainda há esperança eu acho mas para que isso acontessa muitos terão de morrer

Aline Diedrich disse...

Tudo vem enlatado!

CAMILA DE ARAUJO disse...

Acabei de perceber que a minha pseudo relação amorosa ou quase isso está contando as horas pra acabar. Ou seja, tô sofrendo por novamente não ter dado certo e vendo milhões de defeitos em mim.

Seu poema foi a única coisa que fez sentido hoje. Muito obrigada.

http://www.papel40kg.com/

Arte Grotesca disse...

Muito bom, bem criativo esse poema, gostei!

Se quiser, acesse meu blog de arte obscura http://artegrotesca.blogspot.com

Blogueira disse...

Nossa, quantos comentários... É bom ler várias opiniões.

Amorimigty disse...

Curti esse papo de tempo onde as laranjas são mecânicas... e etc...
xP

Cícero Barbosa disse...

caramba paulão, a menina ficou brava contigo! kkkkk

Rubi disse...

Hoje em dia tudo é artificial, até mesmo os sentimentos. Já tive que presenciar tanta coisa ao longo da vida, que nem me surpreendo mais com as pessoas; exceto com o que você escreve. Mas, infelizmente, não são todos que entendem.

Aproveitando a visita; me lembro que mencionou Fritz Lang no meu blog, e ainda ontem assisti um filme dele (A morte cansada); gostaria de lhe sugerir. caso já tenha assistido, ignore a mensagem. Acho que... foi um dos filmes mais bonitos que já vi.

Até mais!

Ms. Molly Bloom disse...

"(...) nos quais cheirar
hoje
as emoções de amanhã."
A Amy foi a grande vencedora dessa categoria.

Adorei.

Jamile Fernanda disse...

Ainda bem que não perdi as esperanças...

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Tudo a ver. Os tempos são bicudos mas ainda existem quimeras, premissas, quiseras, esperanças de emoções. Ainda existem amanhãs....

eumacle disse...

tudo é superfluo demais
hoje em dia.