sexta-feira, 1 de julho de 2011

Noites áridas


Meia-noite
pouco sono
menos sonho

e as lembranças de um antigamente tão próximo

cuja presença

ainda impregna os caibros deste meu leito

que se não é de morte
tampouco se presta a qualquer tipo de vida.


Paulo Eduardo de Freitas Maciel de Souza y Gonçalves

65 comentários:

Larissa disse...

tá na fossa?

Anônimo disse...

PENSAMENTO EM VÃO...que soa de dentro de buraco..tbmem vão.

Inez disse...

Nossa que desesperança!

Júh Sodi disse...

Cada um escolhe a cina que tem.

Anônimo disse...

lamentável

Melu Ísque disse...

momento depressão, com Paulo Eduardo

Inez disse...

Paulo gostei muito do seu comentário, sou Psicóloga.

Lili Vidal =] disse...

putz mto bom!
bom msmo!
adorei!

Mari Fagundes disse...

Texto forte e muito bem escrito. Parabéns!

Se der passa lá:
http://odiariodemariana.blogspot.com/

Macaco Pipi disse...

TA FUMANDO BASTANTE...

Caixa de Surpresas disse...

Bem intensa suas palavras. Nossas ações, são as nossas projeções!

Parabéns pelo blog!

Visite

http://blogcaixadesurpresas.blogspot.com/

A caixa está aberta, sempre!

Lucas Adonai disse...

muito bom cara ;D

Aneurysm disse...

momento depressão

Iguimarães disse...

O pessimismo entra de solo no eu - lírico! haha

Rafael disse...

vamos fazer troca de links ok add o seu e me avise se add o meu ou não ok
http://lrfilmes2011.blogspot.com

Aldeny Rodrigues disse...

Você escreve muito bem, parabéns, estou começando a escrever a pouco tempo, se você poder visitar meu blogger e comentar o que acha agradeço :D
se poder me favoritar tbm ^^


Sentido escondido:
http://sentidoescondido.blogspot.com/

Aline Diedrich disse...

Nossa! Forte e muito bom seu texto!

Bruno Costa disse...

Pequeno e intenso. Acho que vai além de uma fossa. Os antigamente andam mais próximos que os futuramentes, e as vezes, nenhum dos dois existiu.

Pamela Santos disse...

vivendo exatamente isso!

:S confuso né! é uma passado tão presente, tão forte, que simplismente.. não há simplismente!

passei , gostei, segui!

palavras ao vento disse...

noites em claro...olhando apenas para escuridão;;;

Aneurysm disse...

tragico

Days (un) common disse...

Até eu que não gosto de poesia me senti bem ao ler isso. Sério, não é da boca pra fora que eu to dizendo. Enfim, estou seguindo e espero que tenha muito sucesso com o blog.

http://iampurplepineapple.blogspot.com/

BlogStories disse...

Gostei ,parece ser bem rock n roll!

Parabéns pelo blog o MOÈ?! DIZ:OBRIGADO!

@iamvictor_ disse...

um antigamente tão próximo e tão distante

Afonso Mendes disse...

Que triste! eoieoieio

Afonso Mendes disse...

Que triste! eoieoieio

Julie Duarte disse...

Que texto lindo. Se eu o tivesse lido há alguns meses, diria que me sentia da mesma forma .-.

Izaías Godinho disse...

Amei o blog, os textos (principalmente ests último... bem profundo!)
Parabéns.

Se quiser, visite o meu:
http://izaiasgodinho.blogspot.com

Bye. ;)

MikaelMoraes disse...

interessante
mto bem bolado
montado e escrito
parabéns fera =D
<>
visite-nos e comente tmbm
gostando siga e avise que retribuiremos
se seguir deixe o aviso no comentário
deixando o seu link para retribuirmos
<>
grato
<>
http://mikaelmoraes.blogspot.com

Saintcaio disse...

profundo a sua personifcação do eu

http://umpoucodesoma.blogspot.com/

Mônica Costa disse...

cara, gostei mesmo. Mesmo que seja um tema triste, existe muita literariedade no seu texto, o que o torna muitíssimo bonito!!! Parabéns! Uma boa escrita!

Jeh Pagliai disse...

Triste, muito triste...

Beijinhos

---
www.jehjeh.com

Kelly Christi disse...

Vida pode ser cabulosa...

Macaco Pipi disse...

quero um pouco disso tbm!

Fábio Flora disse...

Texto preciso, enxuto, sem lenga-lengas pretensamente poéticos. Parabéns.

Abraços e sucesso com o blog!

Fernanda disse...

Conforme disse o Fábio, texto que acerta na veia; nada de enrolices, até porque poesia é a arte de cortar palavras, como já (sabiamente) disseram. Adorei especialmente os dois últimos versos da primeira estrofe e os dois da última. Megaparabéns pela pontaria literária. Beijos!

O que vem na minha mente... disse...

Bem profundo né? - n'

Noemí disse...

Sinistro...rs Porém bem escrito, palavras bem colocadas.

Digho disse...

Já tive tantas noite como esta.Parabéns pelo Blog.Sucesso!!

Alex Monteiro disse...

Filosofar muito pra entendeeer
¬¬'

Anjo Noturno disse...

Nostalgico, pareceu de pouca perspectiva.
Bj e bom domingo, passa la tbm... ;)
http://estigmaangel.blogspot.com/

Luiz Brisa disse...

que depressivo

Macaco Pipi disse...

ESCREVA SOBRE MACACOS! :d

♥MáH♥ disse...

..."lembranças de um antigamente tão próximo".
Vivo tendo essa mesma sensação.
Você escreve muito bem, seus textos são profundos é uma pena que nem sempre todo mundo vá entender.
Fazer o que né?
rs

Rafael disse...

Entrando em depressão

http://lrfilmes2011.blogspot.com/2011/07/chamada-3d-bdrip-dublado.html

Pati disse...

Adorei seu blog, já estou te seguindo no Dihitt e no Google.
Me siga também: psicopati.blogspot.com
Beijo!

linkkei.com disse...

olá, aqui é do linkkei.com, você indicou seu site no nosso agregador? Queremos publicar seus conteúdos, mas também gostariamos de ter uma colaboração de vosso site com um de nosso banner ou link recíproco. Aguardamos!

Rubi disse...

Às vezes, quando a gente menos espera, bate aquela sensação de vazio, de saudade, de sabe-se lá o que ... muitos, apenas deixam passar, outros escrevem. E é isso que eu gosto nos seus textos.

Aproveito para falar sobre o seu comentário. Também já tive que presenciar cada coisa; ouvir cada bobagem. Meu pai tinha muitas revistinhas do homem aranha, Fantasma, Tarzan, entre outros. E sempre que eu comentava com alguém, as pessoas me olhavam como se eu fosse de outro mundo. Tipo: Do que essa menina tá falando? Ninguém mais lê revistinha de assim, hoje em dia nós temos os filmes.

Outro caso bastante interessante, é em relação ao clássico Alice no País das Maravilhas. Eu não sei o que acontece com as pessoas; gostaria muito de entender. Porque antes do filme do Tim Burton, Alice era só uma história infantil e surreal da Disney. Depois do filme, virou febre. As pessoas nem sabem do livro, da polêmica, dos casos de Lewis Carroll ... e do que foi feito MUITO depois com base no que ele escreveu.

Alice virou modinha. E isso é uma coisa que me irrita muito. E olha que eu nem sou fã dela, mas poxa, não custa nada ler sobre a história, hoje em dia a internet nos disponibiliza tanta coisa.

Enfim, acho que são poucos os que entendem que muitos livros, gibis, filmes são baseados em coisas antigas. E eu sou obrigada a fazer a mesma pergunta que você ' Em que mundo que essa gente vive ? '

Tsu disse...

"e as lembranças de um antigamente tão próximo"

entrei em momento flash-back rs

Bruna M. disse...

Me lembrou uma noite que vivi recentemente. E finalmente vou te seguir.

Bjo ;)

Larissa disse...

putz... eu vi essa notícia do francês. Nunca mais que eu vou ter coragem de ir no bondinho =~~

Thiago Barradas disse...

Muito bacana, curti!

Cícero Barbosa disse...

pior mesmo só esse frio cortante

Filipe Dias disse...

Boa

Conteúdo Filosófico, por Andinho Yankee disse...

Caraca...
Isso me é comum. Já passe por essa avenida do "que se não é de morte
tampouco se presta a qualquer tipo de vida" e não trago de lá boas lembranças.

Mas aos poucos o pouco sono foi dado espaço ao quero mais tempo pra dormir!

Parabens pelo post e pelo blog!

andersonyankee.wordpres.com
@andinhoyankee

Jefferson Reis disse...

Gostei muito da poesia
e me identifiquei.

Mariana Novaes disse...

Legal! ;)

Amanda Dias disse...

Uau, que medo!
Bom, muito bem escrito, palavras profundas até por demais.
Gostei, não que me agrade palavras assim, mas entende-se que é um bom escritor.

http://gerandodiasmelhores.blogspot.com/

aedos disse...

imagino que vc pensou em caibro e todo o resto veio. palavra boa "caibro" dá pra relacionar com saibro.
meio dia muito saibro...
pelos campos da ronda.
c bem que nunca te vi jogar bola.
continue bebendo.

aedos disse...

ah, acho que vc tá ficando politicamente correto.

indivídua disse...

é nos sonos que vivem os mortos

Marciana Volpato disse...

Interessante e profundosss, muito bom!

Anônimo disse...

Li essa porra e percebi q eu sou feito do mesmo elemento q vc, vento!

Side

Francorebel disse...

Cheio de marra.

jmkenkel1 disse...

É como uma górgona!
terrível de se ver,irregistível
de não fazer.