sábado, 8 de novembro de 2008

Trechos do nada

O sucesso lhe veio tarde; após os cinqüenta; tornando-o num velho ridículo, que procurava suprir no presente as carências e complexos há muito desenvolvidos.


Pois empanturrar-se de Cupcakes não faria voltar o tempo, nem desaparecer o desprezo, a humilhação e as frustrações do passado, que tão fortemente moldaram seu caráter.


Assim, por detrás ou debaixo da fanfarronice que acreditava ser uma atitude jovial; por dentro e para além da dentadura sempre escancarada e das gargalhadas penosamente mantidas apesar da áspera realidade que calejara-lhe a pele e polira-o o espírito; ainda a mesma dor pungente de quando entre os doze e os quinze anos de idade constatara de forma indelével as limitações que o tornariam socialmente estéril.


Paulo Eduardo de Freitas maciel de Souza y Gonçalves

34 comentários:

anacronica disse...

Conheço muita gente socialmente estéril.

Katiuscia disse...

Tá falando de algum gaúcho? (segundo sua própria definição do jeito sulista)

Marigold disse...

Oo
ficou massa!

toncomn disse...

esse não o tipo de situação que eu gostaria de viver no futuro :s

João Luis Garcia Martins disse...

Muito bom a forma que vc escreve.

Sobre o texto... curto e deixa o leitor pensativo... pelo menos me deixou =]

Abraço

________
http://grandesobrasdaengenharia.blogspot.com/

valacomum disse...

Gente socialmente estéril é o que mais existe hoje em dia. E, por mais que digam o contrário, não há remédio que cure.

Ana disse...

"socialmente esteril"...vou ficar horas pensando nisso...acho que eu sou socialmente estéril...hehe

Leandro Merlllin disse...

Só espero que esse não seja uma intepretação minha mesmo do futuro...

Adorei como você escreveu, não sei porque, mas na minha imaginação o texto combinou tanto com a cor da página... Confesso que se ela fosse bem mais clara, o texto nunca teria tanto sentido quanto eu pressenti...

Abraços
Leandro Merlllin
http://www.baladadocachorrolouco.blogspot.com/

blog disse...

Mas esse é o inevitável destino. É a Barca do Inferno de Gil Vicente.

amandaedalete disse...

Se o mundo fosse perfeito não existiriam diferenças entre as pessoas, e as coisas mais óbvias não se perderiam no vão das frases

Wagner disse...

POutsss.. muito bom o texto heim cara.. curti mesmooo

=)

falando da velhicee..

Chimia Man disse...

Pois é , é assim...

Escreve muito bem , parabéns!

Luciana disse...

Muito bacana o seu texto. O incrível da nossa carreira é que às vezes lutamos por anos em busca dela, e quando estamos onde queríamos estar vemos que as coisas não eram bem como imaginávamos. Achei bastante reflexivas as suas palavras.

Abs,

http://blogaspirina.blogspot.com/
http://curiososecia.blogspot.com/

Gran Magic Carmesin: Nat Valarini disse...

Bom dia!

Nossa, você é o tipode pessoa que trabalha bem as palavras.

Seu texto ficou muito bom.

PS.: De muito bom gosto a foto filme Táxi Driver no seu blog.

http://garotapendurada.blogspot.com/

keroj disse...

Não sei por que mas me identifiquei com isso,rsrs.

Marcelinha Zara disse...

Olá! Vi seu blog na comunidade do orkut e aqui estou eu! Bem apressada por sinal e infelizmente nesse momento não poderei ler o restanto dos textos. Mas fica aqui meu salve, e espero uma visita tua no meu tbm, ok!?
Grande abraço, em breve retornarei!

RodrigO [OsBunitãO] disse...

Caaaara! Muito show, curti pra caramba!

Wander Veroni disse...

Olá! A frustação da vida, causando a esterelidade social, deve ser uma coisa horrível, imagino.

Abraço,

=]

-------------------
http://cafecomnoticias.blogspot.com

Douglas Passos disse...

Puts
cara
o texto ta muito bem escrito
agora so uma dia
como o blog tem o fundo preto
evite usar cores vermelhas,roxas
e textos grandes pq cansa rapido
=)
www.lifener.com

Leandro de Souza disse...

Paulão Fardadão Cheio de Bala disse...

Ê burguesada de merda... Não sabem nem escrever decentemente, mas com o cu cheio de grana pra viajar pelo mundo fazendo cagada, quem é q se importa, né?
__________________________________
quero agradeçe a sua visita ao meu divan(http://eunodivan.blogspot.com) e quero fala algumas coisas:
1º nao fui de teu blog te agredir
2º Voce nuna veio ao meu blog pq saberia que escreve errado e uma maneira que uso para sabe quem esta lendo meu blog
3º muito obrigado por ter comentado no meu blog

#Quando praticar qualquer falta, procure remediá-la e desculpá-la.
François La Rochefoucauld







http://eunodivan.blogspot.com

carla m. disse...

Nossa, acho que só não tenho mais medo de ficar assim do que tenho de enlouquecer...

abraço,

binhOw disse...

TEnSooo
but nice
;p

Alexandre Silva disse...

Cara, tem q fazer curso pra entender seus textos, hehehehe... por isso que é bão aqui!
Vc poderia dxar um aviso: somente para inteligentes. Tem hora q eu ñ entendo nada tb...
Esse ficou bacana
Abraço
http://falandopraspareds.blogspot.com

ohshittt disse...

q triste!

talvez eu conheça alguns assim...

Habib Sarquis disse...

Cara achei mto bom o teu post parabéns, gostei da forma que vc escreve.

Acessa lá www.habibsarquis.blogspot.com

Homenzinho de Barba Mal feita disse...

Esse personagem é aquele tipo que mesmo tendo 60 anos, se veste e age como se tivesse 20. É bem por ai mesmo, como vc escreveu. É uma forma de esconder seu passado lamentavél...



http://hdebarbamalfeita.blogspot.com/

RJ disse...

é verdade rapaz, a esterilidade socialmente falada está mais difundida do que realmente se pensa...

palavras belas, em certo ponto icam até um pouco saturadas, mas é de muito bom gosto o seu estilo.

parabens e abraços!

Esconderijo disse...

É bem por ai mesmo. Tentar resgatar um passado no presente é muito complicado. Cairá num desolamento. Gostei muito do texto. Vlw>

http://escondidin.blogspot.com/

Carlos Alberto disse...

Muito bom!...Arrasou.

Cássia Barbosa disse...

Adorei!

L ! disse...

Bem crítico!

[ Legal! ]

(y)

Júlio Oliveira disse...

Muito Massa seu texto.

Sucesso com o Blog.

Abraço

Felipe disse...

Bem legal e inusitado seu texto.
Definitivamente não quero ficar assim no futuro.

http://centralldamusica.blogspot.com
Buscando parcerias...

J.F. Marques disse...

Não gostei desse blog e nem das coisas escritas nele. Para ser engraçado não basta querer, tem que saber. Tantos blogs que adicionam algo para mim por ai, não é aqui que vou perder meu tempo lendo.
Isso é sim uma crítica e uma opinião pessoal, não me leve a mal.
Abraço.