terça-feira, 29 de dezembro de 2009

Alguém já viu?

Diz que é um de sete filmes financiados pelo Banco do Brasil.

32 comentários:

Inez disse...

Não vi nenhum dos filmes financiados pelo Banco do Brasil, na verdade nem pretendo ver.
Atualmente os filmes nacionais retratam a violência, a criminalidade transformando bandidos em santos ou então tem caráter puramente eleitoreiro como é o caso do filme Lulla o filho do Brasil.

L orena Rocco disse...

* Um dos sete [...]
está um de sete.

retribuindo a visita.
Volte Sempre.

laisa disse...

naum vi o filme e fiquei curiosa... assistirei antes de morrer(pois pretendo me divertir) e prometo vir postar um comentário menos imbecil... e prometo tb naum ser grossa... ah, isso tudo depois da caganeira que vc recomendou

laisa-gomes2009@bol.com.br

E isso naum foi td o que "deu na telha"... hunf

love ROCK disse...

Fernando Meirelles é aquele mesmo do Cidade de deus.

Só por isso o filme deve ser bom e bem dinâmico tbm.

abraço

Alexandre disse...

Bom estar por dentro do que acontece no cinema nacional. Não sabia desses.

O pensador disse...

Interessante mesmo, demonstra a nossa fatídica realidade. O bom é que o cinema nacional renasce nessa nova década. Esse vídeo é uma crítica oa nosso cotidiano.

Escritora X, disse...

Acho que o pessoal ai em cima se confundiu, um filme pode ter apenas 3:00 min, é um curta, creio eu que seja promocional apesar de ser longo para veicular na tv.
Achei divertido e informativo Darcy é um grande estudioso na área de geográfica populacional.

tarciotavares disse...

Apesar de ser grande pra passar numa propaganda, seria uma ótima oportunidade pra esse povo aprender um pouco mais da sua "ninguenidade". rss

Felipe "Miro" 'Dreads' disse...

Dá para perceber que o pessoal ae de cima errou feio pensando que se trata de cinema nacional... comunidade de divulgação dá nessas merdas mesmo...

Os comerciais do Banco do Brasil sempre tendem a ser bem interessantes mesmo... já vi alguns... mas não sabia que tinham uma produção ao nivel de Fernando Meirelles...


Visita ae qq hora:
http://catalepsiaprodutiva.blogspot.com/

Aquele abraço

A wild blumen disse...

Enquanto só se financia filme deste gênero (Brasil desgraça), os roteiristas e desenhistas nacionais são obrigados a continuar a vender roteiros de seriados e derivados a preço de banana para o exterior sem espaço ou credibilidade local. Só assisto estes filmes na TV em casa em caso de gesso e se zapear e for aquele horário qeu até o "capeta está rezando" como diz o Ratinho.

Vini e Carol disse...

Só para comentar:
O Brasil ainda precisa se encontrar no cinema, mas para quem acha que só mostra miséria e bandidos, que torna os bandidos os mocinhos é por que nunca viu filme algum.
Filmes americanos fazem exatamente a mesma coisa, mas não é na favela.

E fora isso não sabe o quanto que o cinema nacional é diverso, ele não ter identidade parece ser nossa identidade e isso é bom.(a não ser pela porcaria dos filmes da Globo Filmes)

Esse filme parece ser um filme promocional mesmo, mas provavelmente para ser vinculado na internet(pela duração).

Beijos,Carol.

Schraubles!

catrak disse...

tipo jow uma ajudapara vc espero que seja util:
Aqui vai um tutorial passo a passo mostrando como passar seu blog no blogger para um dominio profissional gratis , com isso vc ganha mais visitas e o google indexa mais rapido: http://www.artilhariadigital.com/2009/11/tutorial-configurando-um-dominio-cocc.html

Marina G. disse...

É sem dúvidas uma boa propaganda!
Li alguns comentários, nossa aparece cada um por aqui. rs
Acho o cinema nacional bom, está aprendendo? sim, é obvio. Mas criatividade é o que não falta. E se fala de violência, fazer o quê? É a realidade!
Abçs.

Edu Bachiéga disse...

Sensacional. Esse é o nosso Brasil!!!

Sucesso em 2010!!!

Os Doutores da Lei disse...

Ainda não vi este filme.
Pra falar a verdade, ando meio sem tempo.

MAS, posso assistir....um dia.
Abraços..

Diogo de Castro disse...

Não vi e acho que nem vo ver porque os filmes brasileiros deixam nós, próprios brasileiros, em depressão kskskskss


100-categoria.blogspot.com

Jessie. disse...

Não sabia desses filmes, a adorei o vídeo. É interessante pensar essa questão da (falta de) identidade brasileira, ou essa mistura que nos define.

ótimo blog

___
http://sucha-small-world.blogspot.com

Pobre esponja disse...

não vi

Leo Pinheiro disse...

AÍ É QUE TEM LOBISOMEM!

Silvio disse...

Existe bons filmes brasileiros, temos que valorizar o conteúdo do Brasil.

Abraços.

Benhur disse...

O que muitos podem ver como falta de característica de um povo, outros vêem como a principal marca, ou seja, o resultado da mistura de várias nações diferentes.

Hugo Henrique disse...

Huum, interessante o vídeo, num sei se falta algo, mas é bem interessante sim!
Banco do Brasil sempre faz coisas diferentes, de certa forma é legal. Não gosto de prooagandas que falam: "faça uma conta no meu banco", "Compre na minha loja", "siga o meu estilo"... Gosto de algo que te leve a pensar e consequentemente tomar sua propria opinião! O comercial é um GRANDE INCENTíVO aos brasileiros para que abram uma conta no banco do brasil. Essa propaganda imbuti na mente das pessoas que pensarem sobre o filme sem que tenha que ser dito simplesmente "ABRA UMA CONTA NO MEU BANCO QUE EU TE OFEREÇO CONDIÇÕES LEGAIS"

Abraço!

Carlos Augusto disse...

Sinceramente é bem a cara do Fernando esse filme, polêmico, extremista e etc... Mas vale uns 4,00 na sessão de 15 horas no cinemark...
Seguindooo

Bullshit Rock disse...

Gosto de cinema nacional, pena que não é muito apreciado se quer pelos brasileiros...


Seguindo

Guilherme_Arconexo disse...

Nao vi não, pra ser sincero nem tinha ouvido falar

CINECLUBE01 disse...

Não sabia desse filme. Vou pesquisar mais por fora, mas só o nome de Fernando Meirelles já me deixa curioso.

Avassaladoras Rio disse...

Querido amigo avassalador... O filme é otimo e a mensagem tb. esse dinheiro foi bem empregado... pena que não divulgam mais curtas... há alguns anos... todas as salas de exibição eram obrigadas por lei a apresentar em todas as sessões um curta nacional antes d exibição do filme.

Pobre esponja disse...

legal... cool!!!

Rodolfo Soares disse...

Ainda não vi nenhum desses filmes... mas pretendo ver agora...

Abraços
www.borarir.com

Henrique Alvez disse...

ah, ñ sei, talvez eu veja
mas é talvez

Anônimo disse...

Me perdoe a mediocridade da palavra, mas devo dizer: que merda de curta, hein, colega?
Dizer que vamos nós transformar em alguma "coisa"? Que viemos de uma "ninguendade"? Em termos, elitista.
E se somos divididos em "dois povos", manda o Banco do Brasil financiar saúde e educação ao invés de produzir curtas que definhem a identidade do brasileiro como uma simples e bela mistura de povos.

Flaming disse...

cinema nacional é muito "cabeça" pro meu gosto.. aliás, este filme segue a mesma linguagem dakele outro filme imbecil "A invençao do Brasil" q tb segue a mesma linguagem de trocentos filmes nacionais q já vi!

além de q, essa temática de mistura de raças ñ cola mais, sendo q os EUA tb é outra miscegençao, kem dirá países latinos e a Europa tb já tá tda misturada... nao entendo o pq disso de vangloriar essa tal identidade brasileira como sendo exclusividade nossa... mas ok. cada nação e seu orgulho!

PS. concordo com a Inez qdo diz q nosso cinema só retrata bandidos como coitadinhos vítimas da sociedade, exemplo disso é o "Parada 147" do ônibus sekestrado. a garota pobre, vítima maior, ninguem até hje sabe de sua historia; o policial da "tropa de elite" q matou ela, ninguem ker saber; mas o bandidinho Sandro, sobrevivente da Candelária, ah esse é de história muito mais comovonte...

os únicos presos coitadinhos q tem por ai, sao os q tão la injustamente ou qdo roubam um desodorante no mercado... resto tá lá pq merece e ñ foi a vida q os deixou assim... pq em kalker canto vc vê uma "vítima da sociedade" catando latinha de cabeça erguida, na moral!!