sábado, 18 de outubro de 2008

Convidado - Flaming

Postando aí as obras de convidados, inicio com um poemo gentilmente cedido pelo Flaming, uma figura misteriosa que há anos publica seus textos na internet, tendo já faturado uma ou outra rapariga por conta desse seu hábito tão salutar.


O CADÁVER

Ouço um grito que ecoa por toda a cidade
grito de horror que desperta em mim curiosidade

próximo da janela ouço
agora um intervalo
e depois mais outro

foi ali perto
que desespero
que será que tá acontecendo?
será coisa de alma penada?
será coisa da minha mente?
que aflige tal criatura?
viva ou morta
que será que me puxa até a porta?

giro a maçaneta
e algo me paralisa
alguém com um corte na barriga
alguém com roupas minhas
com minha coragem estampada no rosto
meu mesmo olhar oblíquo e curioso
e abaixo vejo expostas suas vísceras

horror seria se não começo a compreender o fato
vendo aquele corpo sem vida, sou eu ali deitado.

4 comentários:

FLAMING disse...

pois eh.. por eqto soh to dando milho aos pombos. fazendo justiça com as próprias mãos.. coisas assim.


obrigado pelo convite q eu mesmo me convidei!

LoLo Melamed disse...

Achei fantástico isso, um amigo participando do blog de outro.. hauahuaha gostei do poema

AnaCrônica disse...

já li isso...as poesias são boazinhas até.

30 e poucos anos. disse...

Beleza heim ... bom poema, da pra pegar umas e outras mesmo