domingo, 20 de janeiro de 2008

Cinzas

E me senti bem por ter todos os sentidos despertos e apurados, indicando que havia chegado o tempo de cuidar e não ser cuidado, como todos ao redor bem sabiam. E quedei-me ali a sentir-me bem, enquanto no vídeo passavam todas as últimas novidades dos anos sessenta.

A TV Macho decretou: cinza é a cor da moda. Para sempre, para felicidade dessa cidade de alma cinza, de cujo céu nuvens chuvosamente cinza resolvem descer quando lhes dá na cinzenta telha, tornando-se densa névoa donde surgem sem aviso idílios ou abominações, conforme a imaginação do transeunte.

É uma cidade fantasma, disseram-me seus gentis lábios de mocinha interiorana. Ó sim! Como mesmo uma recém chegada pode constatar, há penadas almas cinza a perambular dia e noite pela cidade. Essa névoa, essas nuvens, essa cor, essa sensação, não passam de uma manifestação da sua presença.

Uma música traz a lembrança do porquê da escolha em tratar apenas com entes mortos é vã. Existir é machucar. E machucar-se. As vezes, voluntariamente.



Paulo Eduardo de Freitas Maciel de Souza y Gonçalves



Vai o vídeo como referência:




22 comentários:

Larissa disse...

E eu gosto de textos que começam de repente. Assim como quem não tem muita pretensão e faz poesia com prosa ^^
Por isso eu gostei dos dois parágrafos do meio, que são os mais poéticos.
(talvez vc pudesse trabalhar mais na conclusão) Mas isso tb depende da sua intenção! beijos

tamy disse...

ha muito bom....

agura que descobri vou querer ler sempre!!!

:)

beijossss

Anita disse...

muito inspirado!gostei!

Luana disse...

Era cor da moda qe ele falava???? Pra mim qe dizia qe era cor de macho! o.O' e agora!?
ah vamo bebe hj!
UHAUAHUHAUAAUAUAUAUHAHUUAHUHA

Luana disse...

Sorte de hoje: Você será extremamente bem-sucedido nos negócios

Gabriela Collaço disse...

Eu gosto de cinza.

Andressa, o demônio. disse...

Para fugir dos zumbis, atravesse a rua.

avadore disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rogerio disse...

texto interessante uma cidade fantasma...deu ate ideia pra escrever um texto...

May Ribeiro disse...

"Existir é machucar. E machucar-se. As vezes, voluntariamente" Gostei do texto!

Betty Gaeta disse...

Gostei do testo. Estava esperando um besteirol devido a sua foto do perfil, e me enganei. É isto que dá julgar pelas aparências. Me desculpe...

Phellipe salaroli disse...

Muuuito bom! Parabens pelo blog!

Matheus Lara disse...

Ei! Você sabe usar as metáforas muito bem! Continue escrevndo! Paarabens!

Vestibulando disse...

Parabéns pelo texto, realmente como o comentário do Matheus você sabe usar metáforas muito bem, e transcreveu o texto muito bem.
Visite o nosso blog
www.blog.maisestudo.com.br

Abs
MaisEstudo

Wander Veroni disse...

Opa! legal o seu texto, principalmente na frase final: "Existir é machucar. E machucar-se. As vezes, voluntariamente".

Abraço

SiMpLiSmEnTe CrIs disse...

bem legal...gostei...

podia mudar o layout tem uns bem legal que combina bastante com o blog

beijos

Macaco Pipi disse...

zé do caixao dos blogs

Marcus Vasconcelos disse...

zé do caixao dos blogs²

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk;

muito bom (:

www.blogdomarcolinoo.blogspot.com

Emilinha disse...

A cor "macho" pode ser cinza, assim como a cor das palavras no texto, mas tenho certeza que a cor desse coração ainda brilha intensa e avermelhadamente.Sente, chora, ri e expõe seus medos, quando quer. Bjks

Café disse...

Muito Bom Cara. Parabéns.

http://cafeholandes.blogspot.com/

Letitia Morgan disse...

Achei o texto excelente. Mas... o que me deixou por aqui mais de dez minutos, foi o vídeo. Estava mesmo a precisar de rir até chorar! rs

Luisa L. disse...

As cores adaptam-se ao ambiente, para passarem despercebidas. Existir, sofrer, são estados d'alma que não merecem destaque social.